Treinamentos especiais garantem segurança dos trabalhadores rurais

 

A CONTAG é responsável pela aplicação dos critérios de condições de trabalho no meio rural

A CONTAG é responsável pela aplicação dos critérios de condições de trabalho no meio rural

Nos últimos 10 anos, a Monsanto vem reduzindo consideravelmente o número de acidentes em suas operações em linha com que é preconizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG), que determina o cumprimento da Norma Regulamentadora 31 (NR31) do Ministério do Trabalho, desenvolvida em 2005 para a aplicação dos critérios de condições de trabalho no meio rural.

“Nós defendemos aquilo que está na NR31, no caso dos trabalhadores rurais. Além do que já temos nesta norma, nós temos negociações coletivas, em que celebramos acordos com as empresas e sindicatos, na tentativa de melhorar as condições de trabalho”, explica Elias D’Angelo Borges, secretário de Assalariados e Assalariadas Rurais da CONTAG. As determinações da NR31 envolvem aspectos como alojamentos e refeitórios para os trabalhadores, treinamento adequado e fornecimento de equipamentos de proteção individual.

Os resultados positivos alcançados com a Monsanto em relação à segurança são fruto do trabalho da área de ESH que, além dos treinamentos sobre os procedimentos de segurança no campo, ações garantidas por lei, promove ainda capacitações e programas especiais para os funcionários de campo e safristas da empresa.

Neste ano, a área de ESH implementou o programa VIVA Campo, por meio do qual realiza palestras educativas de saúde, abordando temas como tabagismo, diabetes, colesterol e pressão alta. Dentro dessa iniciativa, também foram promovidas palestras sobre higiene bucal, ocasião em que foram distribuídos kit’s de escovação para todos os trabalhadores rurais.

Segundo Marcelo Carvalho, técnico de ESH Campo em Uberlândia, este também é o segundo ano do treinamento motivacional de segurança SER+, voltado aos técnicos de campo da Monsanto, líderes de turmas, fiscais e orientadores de segurança. “Os feedbacks capturados são muito positivos e sentimos as pessoas mais engajadas e preocupadas em cuidar da segurança dos trabalhadores rurais”, afirma Carvalho.

Outro programa de destaque da companhia é o Treinamento de BTW 3, que tem foco na segurança veicular do transporte dos trabalhadores rurais. De acordo com o técnico de ESH, esse treinamento, ministrado pelo Centro de Prevenção de Acidentes (CEPA), tem como objetivo orientar, treinar e avaliar os motoristas que conduzem os profissionais até os campos de produção.

Esses e os demais programas fazem parte da política de boas práticas da empresa, que oferece aos funcionários mais direitos do que os garantidos por lei. “Também temos o Programa BBS, que consiste no reconhecimento por safra dos trabalhadores que se destacam nos relatos de observações de segurança, premiando-os com cestas básicas. A iniciativa incentiva os funcionários a nos fiscalizarem e faz com que a segurança esteja sempre em dia”, finaliza Carvalho.